PMs de SP avisam: são contra prender quem desobedecer isolamento social

0
778

A Associação de Oficiais Militares do Estado de São Paulo em Defesa da Polícia Militar, entidade que representa os policiais militares no estado, anunciou nesta segunda-feira 13/IV ser contrária à prisão “de brasileiros que não acatarem a recomendação de governos estaduais ao isolamento social”.

Para a entidade, o isolamento é uma “recomendação, não uma ordem”, em meio à pandemia do novo coronavírus. A posição é contrária à do governador João Doria (PSDB).

Na semana passada, em entrevista à TV Globo, disse Doria:

“Se não elevarmos o nível de pessoas cumprindo a quarentena, a partir de segunda-feira, não apenas o governo do estado, como também a prefeitura de São Paulo, tomarão medidas mais rígidas. Queria evitar isso, porque isso significa que pessoas não poderão apenas receber advertências, mas também multa e voz de prisão”.

Nesta segunda, Doria anunciou que o percentual de pessoas que respeitaram o isolamento social em São Paulo subiu para 59%. Na semana passada, o número estava em queda e chegou a 47%. O ideal, segundo especialistas, é que a taxa de isolamento chegue a 70%.

Com informações do UOL