Pitote perto de um novo julgamento

0
302

Consta na denúncia do MP que Pitote é acusado de alvejar duas pessoas no dia 22 de julho de 2012, durante a Festa do Arroz em Vargem Alegre

CARATINGA – O processo que acusa Alessandro Neves Augusto, o “Pitote” de uma dupla tentativa de homicídio em Vargem Alegre já retornou ao Poder Judiciário Caratinguense. Os autos retornaram do Tribunal de Justiça de Minas Gerais depois que a defesa perdeu todos os recursos possíveis para impedir o réu de ir a Júri Popular.
Na última tentativa, os advogados tentaram revogar a decisão do juiz, alegando que não há provas que incriminem Alessandro. No ano passado, a Justiça de Caratinga já havia rejeitado os recursos do réu, alegando que “Pitote” não conseguiu provar que ele não tivesse nada a ver com a dupla tentativa de homicídio.
TIROTEIO
Consta na denúncia do Ministério Público que Alessandro é acusado de alvejar duas pessoas no dia 22 de julho de 2012, durante a Festa do Arroz em Vargem Alegre. As vítimas de 21 e 35 anos relataram à época, que Alessandro se envolveu em uma confusão com indivíduos não identificados.
Quando eles tentaram conter a briga, Alessandro sacou um revólver, se identificou como policial civil e começou a atirar. D.R.S.F. foi alvejado no braço direito, N.V.C foi atingindo no ombro esquerdo e na coxa esquerda.
DE NOVO, SERGINHO
Durante depoimento prestado em juízo, “Pitote” apontou um homem que ele chama de “Serginho” como o autor da tentativa. Esse mesmo nome foi usado pelos advogados de defesa de Pitote como sendo os executores de Rodrigo Neto e Walgney Carvalho.

O processo da dupla tentativa de homicídio permaneceu no TJMG por nove meses e segue para decisão final. O julgamento de “Pitote” em Caratinga deverá ser marcado para ainda este ano.

 

Fonte: Diário Popular 

Compartilhe