Liderança: superar-se para influenciar

Por Valéria Imaculada Andrade

Atingir um alto nível de profissionalismo tem sido uma busca constante daqueles que almejam a excelência. O aprimoramento da liderança se encontra inúmeras vezes entre os desafios inerentes ao profissional que tem este referencial como meta. Sendo assim, pode-se afirmar que o desenvolvimento de competências e habilidades de liderança faz parte dos maiores desafios para um profissional de sucesso.

A liderança vem evoluindo ao longo dos tempos, de modelos mais centralizadores e autocráticos, avançando para uma atuação focada no autodesenvolvimento pessoal e da equipe. No processo de evolução rumo à liderança existem diversos caminhos que precisam ser trilhados, que vão da auto liderança ao gerenciamento de setores e grupos empresariais, e em cada um deles, diversos desafios. Neste percurso é imprescindível exercer o autoconhecimento e um efetivo mapeamento de pontos a serem desenvolvidos, com real empenho em aperfeiçoamento.

Na atuação em coaching a revelação de potencial é um dos maiores benefícios do processo, representado pela expressão ‘lapidar diamantes’. E aqui é vem uma grande recompensa no trabalho, que é ver o brilho nos olhos do líder em formação quando consolida seus sonhos em metas, sente-se capaz de realizá-los e se permite ir além, ousar e alcançar resultados antes intangíveis. O líder que aplica estes princípios, obtém sem dúvida, o melhor de sua equipe.

Quando se mapeia o perfil profissional que se almeja para si próprio é perfeitamente possível com uso de ferramentas adequadas e acompanhamento profissional atingir níveis de excelência e superar expectativas em termos de auto aprimoramento e revelação de potencial. E é possível sim, o desenvolvimento de um líder, como muitas vezes já acompanhamos com o COACH EXECUTIVO/ COACH DE LÍDERES.

Ser líder é lidar com gente, lidar com a diversidade e com as adversidades tão comuns e frequentes nos relacionamentos. Ser líder é servir de exemplo e estar à serviço, como nos diz Hunter (1998), no famoso livro O MONGE E O EXECUTIVO. É crucial que atue também como um Lider coach, aplicando uma filosofia de liderança baseada na valorização do talento humano e aplicação plena de potencial. Equipes gerenciadas pelo Líder coach tem ganhos relacionados ao autoconhecimento e autoconfiança, o que aumenta o engajamento dentro da empresa.

Ao líder é fundamental ainda aprender a fazer perguntas. Perguntas que gerem ação. Podem favorecem imensamente o nível de comprometimento e ser um gancho entre uma conversa focada nos pontos a melhorar e as possibilidades reais de mudança de comportamento. Das Perguntas poderosas, destaco três perguntas se revelam como delineadoras de mudanças imediatas:

 O que só depende de você?

 E o que você pode fazer agora?

 Por onde começar?

Um líder é sobretudo um influenciador de pessoas. Por meio de perguntas, exemplo e influência pode mobilizar resultados. Acima de tudo é um ser visionários e corajoso, que se dispõe a transcender limites, superar-se e aplicar em sua própria vida o princípio do desenvolvimento pessoal, profissional, intelectual e espiritual.

Compartilhe