Homem destrói monumento aos 10 Mandamentos porque “Satanás ordenou”

0
522

Um homem foi preso após lançar seu carro contra um monumento com os Dez Mandamentos em Oklahoma na noite da última quinta-feira (23). Michael Reed Jr, 29 anos, foi preso após investigações mostrarem que ele deliberadamente derrubou a estrutura de pedra com dois metros de altura que fica em frente à sede do Governo do Estado.

Na manhã seguinte, apareceu em um edifício federal em Oklahoma City, fazendo declarações depreciativas sobre o presidente Barack Obama, incluindo uma ameaça de morte. Questionado pelas autoridades, afirmou que derrubou o monumento porque “Satanás ordenou”.

O agente Serviço Secreto dos EUA, David Allison, relatou: “Ele saiu do seu carro, urinou no monumento. Em seguida, atropelou e destruiu-o”. Reed afirmou ainda que era um satanista.

Mike Ritze, membro da família que investiu quase 10 mil dólares para erguer o monumento aos 10 Mandamentos afirmou: “Estamos, obviamente, chocados e consternados, mas não estamos desanimados”. Classificando o ato de ‘terrível vandalismo’, a governadora Mary Fallin se ofereceu para ajudar a levantar recursos privados para reconstruir o monumento.

Nos últimos dois anos, a estrutura vinha sendo objeto de uma disputa legal. Organizações em defesa do Estado Laico queriam proibir qualquer peça com tema religioso em lugares públicos. No mês passado, um juiz local decidiu que o monumento não viola a Constituição de Oklahoma.

No início do ano, a organização Templo Satânico pediu para colocar uma estátua com dois metros de altura em frente à sede do governo. Sua alegação é que grupos cristãos colocam estátuas em locais públicos e, portanto, eles também têm esse direito. Embora num primeiro momento, o pedido tenha sido negado pelo governo, eles divulgaram que a imagem seria de um ser parte homem e parte bode. Ele está sentado em um trono marcado pelo pentagrama, ladeado por duas crianças.

Embora muitos não tenham levado a sério as afirmações do grupo satanista, eles conseguiram autorizaçãopara realizar “missas negras” dentro de um centro comunitário estadual. As declarações de Reed comprovam que, embora ridicularizado por muitos, o grupo satanista tem seguidores devotos na região. Com informações de Daily Mail