Galo vence. Cruzeiro empata. Zebra humilha Palmeiras

0
411

por Nilton Ramos*

A nove rodadas do término do Campeonato Brasileiro da Série A, não dá pra apostar entre os quatro primeiros quem será o campeão de 2015.

Três jogos foram disputados no sábado, abrindo a 29ª rodada. Internacional fez 2 a 1 no Sport, o São Paulo voltou a vencer, bateu por 1 a 0 o Atlético paranaense, e o Galo foi a Curitiba, e goleou o Coritiba por 3 a 0.

O argentino Lucas Pratto marcou gol e deu duas assistências na goleada sobre o 'coxa.' Foto: Paulo Lisboa/Brazil/PhotoPress/Estadão.
O argentino Lucas Pratto marcou gol e deu duas assistências na goleada sobre o ‘coxa.’ Foto: Paulo Lisboa/Brazil/PhotoPress/Estadão.

FICHA TÉCNICA DE CORITIBA 0 X 3 ATLÉTICO

Local: estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba [PR]
Data: 03 de outubro de 2015, sábado
Público : 14.469 pagantes
Renda : R$ 246.465,00
Horário: 18h30
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez [Fifa-RJ]
Assistentes: Alessandro A. Rocha de Matos [Fifa-BA] e Cleriston Clay Barreto Rios [Fifa-SE]
Cartões amarelos: Wilson [Coritiba]; Luan e Carlos [Atlético-MG]

Gols: Leandro Silva [contra], aos 41 minutos do primeiro tempo; Giovanni Augusto, aos 20 minutos e Lucas Pratto, aos 39 minutos do segundo tempo.

Coritiba: Wilson, Leandro Silva, Walisson Maia, Rafael Marques, Carlinhos, João Paulo, Lucio Flavio [Paulinho], Juan e Marco Aurélio [Thiago Galhardo]; Negueba [Evandro] e Henrique Almeida. Técnico: Ney Franco.

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Luan [Carlos], Giovanni Augusto e Thiago Ribeiro [Cárdenas]; Pratto [Josué]. Técnico: Levir Culpi.

PONTE PAROU TIMÃO – Nos jogos que completaram a rodada, neste domingo, o líder Corinthians foi a Campinas, e suou para arrancar um empate em 2 a 2 com a Ponte Preta, que chegou a ficar na frente do placar, e até merecer o terceiro gol.

A macaca entrou em campo com motivos de sobra para dificultar a vida do Corinthians. Um time que viu momentos distintos no campeonato, chegou a sofrer ameaça de rebaixamento, e com o jovem técnico Doriva, campeão paulista e carioca, dominou boa parte do confronto contra a equipe do treinador Tite.

Ponte e Corinthians protagonizaram um bom jogo, mas o time interiorano mereceu a vitória. Empate não foi justo. Foto: Site Oficial CBF
Ponte e Corinthians protagonizaram um bom jogo, mas o time interiorano mereceu a vitória. Empate não foi justo.
Foto: Site Oficial CBF

De eventual rebaixada, a Ponte vinha de uma sequência de cinco vitórias, e tivesse superado o time da capital, estaria muito próximo do ‘G-4.’

O sonho de disputar a Libertadores da América está cada vez mais próximo, pois, mesmo com o empate, a Ponte Preta recebeu uma injeção de ânimo, que vem do banco, com o novo técnico, e das arquibancadas, com essa possibilidade.

O time de Campinas ocupa a nona colocação na tabela, com 41 pontos ganhos, e está a cinco do quarto colocado, o Santos, com 46, com a vitória  de 3 a 1 sobre o Fluminense, em queda livre.

 ZEBRA DA RODADA – Um campeonato muito equilibrado. Disputas pelas quatro primeiras posições, que valem vaga para o maior torneio sul-americano, no setor intermediário, por conta da Copa Sul-Americana, e na parte de baixo, o famigerado ‘Z-4’, para se manter na elite do Futebol brasileiro.

Tanto que ficou reservada para o jogo da noite, a ‘zebra’ da rodada. Em Santa Catarina, a Chapecoense, 14ª colocada, aplicou a maior goleada da rodada, e sobre o bom time do Palmeiras, na Arena Condá [ 5 a 1].

No jogo dos 'verdes', Chapecoense foi a zebra que derrubou Palmeiras na rodada. Foto: Site Oficial da CBF.
No jogo dos ‘verdes’, Chapecoense foi a zebra que derrubou Palmeiras na rodada. Foto: Site Oficial da CBF.

O elástico placar em Santa Catarina, coincidentemente imposto por outro time que veste verde, tirou o Palmeiras do ‘G-4’ , com a vaga passando provisoriamente para o Santos.

Mas não ficou só nisto. Porque a Chapecoense, que estava numa noite inspirada, comemorou nos braços da sua torcida a saída da zona de rebaixamento.

No Maracanã, Flamengo 2 x 0 Joinville. Na Ressacada, Avaí 1 x 1 Vasco. Figueirense venceu o Goiás por 3 a 2 no Serra Dourada.

Goiás, Figueirense, Vasco e Joinville não conseguiram andar na tabela. Seguem desesperadamente em busca da folga [‘Z-4’].

AVAÍ X VASCO – Tornou-se regra polêmicas por erros de arbitragem neste campeonato.

A maior delas foi proporcionada em Santa Catarina, no empate em 1 a 1 entre Avaí x Vasco da Gama.

Neste confronto houve de tudo. Falta que ocorreu fora da área, mas que o árbitro Luís Teixeira Rocha [RS] marcou pênalti contra o Vasco.

O lance esquentou os ânimos, o técnico vascaíno, Jorginho invadiu o campo para reclamar. Mas foi feita justiça. Porque na cobrança, a bola subiu, e foi pra fora.

O apitador foi assistido por  José Javel Silveira e Rafael da Silva Alves , ambos do Rio Grande do Sul.

Mas os cariocas não aproveitaram a falha do time adversário, pois perdeu pelo menos outras duas boas chances de passar à frente do marcador, mas ficou mesmo no empate.

O resultado não foi de tudo ruim para a equipe de Eurico Miranda, que mantém uma boa sequência no certame, sem derrotas, e ainda confia no abandono da zona da degola e a permanência na Série A do Brasileirão.

O Vasco saiu na frente, e também com gol de Pênalti, confirmado por Nenê. Foto: Paulo Fernandes/Site Oficial do Vasco da Gama
O Vasco saiu na frente, e também com gol de pênalti, confirmado por Nenê. Foto: Paulo Fernandes/Site Oficial do Vasco da Gama

CRUZEIRO EMPATA – No Mineirão, esperava-se mais de Cruzeiro e Grêmio. O time da casa por jogar em seus domínios, apoiado pela sua apaixonada torcida e do outro, o Grêmio, que mantém acesa a possibilidade de título.

Mas alegria da torcida não aconteceu. Cruzeiro e Grêmio não conseguiram sair do zero [ 0 a 0 ] no final.

No Mineirão, um jogo 'pegado', e por isso Cruzeiro e Grêmio não saíram do zero. Foto: Site Oficial do Cruzeiro.
No Mineirão, um jogo ‘pegado’, e por isso Cruzeiro e Grêmio não saíram do zero. Foto: Site Oficial do Cruzeiro.

O Cruzeiro pressionou muito o time gaúcho, e mesmo com o apoio que vinha das arquibancadas, não conseguiu superar o Grêmio, que sabe jogar fora de casa. Chega a ser letal no contra-ataque.

FICHA TÉCNICA DE CRUZEIRO 0 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG
Data: 4 de outubro de 2015, domingo
Horário: 16h
Árbitro: Héber Roberto Lopes [Fifa-SC]
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho [Fifa-SP] e Fabiano da Silva Ramires [ES]
Renda: R$ 800.555,00
Público: 29.294
Cartões amarelos: Willians, Henrique e Willian [Cruzeiro]; Galhardo, Bobô e Edinho [Grêmio]

Cruzeiro: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians [Marcos Vinícius], Henrique e Cabral; Allano [Gabriel Xavier], Leandro Damião [Arrascaeta] e Willian. Técnico : Mano Menezes

Grêmio: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Edinho, Giuliano e Douglas [Maxi Rodríguez]; Luan [Bobô] e Pedro Rocha [Fernandinho]. Técnico : Roger Machado.

TÍTULO EM ABERTO – A concorrência pelo título de campeão da temporada segue em aberto. Faltando nove rodadas não se pode cravar que o Corinthians já pode se considerar com ‘a mão na taça.’ São 27 pontos em disputa.

O Atlético, do artilheiro Pratto está cinco pontos atrás do Corinthians e ainda espera pelo confronto direto com o líder na capital mineira. Foto: Joka Madruga / Futura Press
O Atlético, do artilheiro Pratto está cinco pontos atrás do Corinthians e ainda espera pelo confronto direto com o líder na capital mineira.
Foto: Joka Madruga / Futura Press

Na vice-liderança está o Atlético com 56 pontos, cinco a menos que os paulistas. O Grêmio segura o terceiro lugar, com 52, e o Santos, com a goleada sobre o Fluminense, é o quarto, com 46.

São Paulo, Palmeiras, Inter e Flamengo aparecem na sequência na acirrada disputa nacional.

Confira a classificação:

Classificação

Compartilhe