Departamento de Justiça dos EUA abre investigação criminal sobre Petrobras

0
249

A Securities and Exchange Commission (SEC), que regula o mercado de capitais americano, está à frente de investigação paralela

 

O departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu uma investigação criminal contra a Petrobras para apurar envolvimento da estatal e de seus funcionários em um suposto esquema de pagamento de propinas, de acordo com matéria publicada neste domingo pelo Financial Times em sua página na internet.
Com a investigação, o Departamento de Justiça busca descobrir se a Foreign Corrupt Practices Act, que proíbe o pagamento de propina a estrangeiros para obter possíveis vantagens em negócios, foi violada. A investigação ocorre de forma paralela àquela conduzida pela Securities and Exchange Commission (SEC) – que regula o mercado de capitais americano. A estatal tem recibos de ações, chamados ADRs, negociados na Bolsa de Valores de Nova York.

Em relatório enviado a seus clientes, a consultoria Arko informou que a SEC está investigando se as denúncias de desvio de dinheiro da Petrobras infrigiram a lei anticorrupção americana, atingindo acionistas da empresa com ações em Nova York. Ainda segundo o relatório, empresas que prestam serviços à estatal podem ser chamadas para dar esclarecimentos às autoridades americanas.

A reportagem do Financial Times lembra ainda que a Petrobras é alvo de investigações da Polícia Federal e do Ministério Público no Brasil e destaca que muitos dos problemas apontados na empresa teriam ocorrido quando a presidente Dilma estava à frente do conselho de administração da estatal.

Compartilhe