Coluna William Saliba – 10/09/2015

0
672
A repórter-fotográfica Elvira Nascimento e a empresária Fátima Sales

Cenibra - anuncio F5

MOSTRA COMEMORA 100 ANOS DE ARTESÃ DE TIMÓTEO

O Centro Cultural da Fundação Aperam Acesita, em Timóteo, recebe a partir de amanhã, a exposição “100 Primaveras para uma Senhora prá lá de Florida”, em homenagem aos 100 anos da artesã Dona Ruth. Nascida em Belo Horizonte, Dona Ruth mora há 60 anos em Timóteo. Talentosa artista, todos os seus trabalhos são repassados para outras pessoas. Ela, que até hoje elabora flores artesanais, teve uma vida difícil e trabalhava escondida do marido, que não aprovava a sua obra. O curador da mostra é o artista plástico Willi de Carvalho. A iniciativa de organizar a instalação começou a partir de uma foto feita pela neta registrando Dona Ruth o seu bisneto no colo.  Na fotografia, ela se assemelha a uma “Madona Santa Mestra”, explica Willi, que postou o registro fotográfico nas redes sociais e outros artistas conceituados de várias regiões do Brasil a reproduziram, cada um no seu estilo. A mostra reúne mais de 60 telas e fica aberta à visitação até o dia 5 de outubro próximo.

Artistas de todo Brasil prestam homenagem a Dona Ruth
Artistas de todo Brasil prestam homenagem à Dona Ruth, em Timóteo

SUPER-HEROIS INVADEM PALCO

Neste sábado (12), às 16h e 19h, o Centro Cultural Usiminas será invadido por princesas e super-herois. Branca de Neve, Cinderela e Ariel saem dos clássicos da Disney e juntam-se aos heróis Batman, Homem-Aranha e Lanterna Verde na tentativa de derrotar uma vilã disposta a acabar com as histórias infantis. O espetáculo “Princesas e Super-herois” promete encantar adultos e crianças. Os ingressos (R$ 60 inteira e R$ 30 a meia) podem ser adquiridos na bilheteria do teatro e pelo site da ingressorapido.com.br. Para este espetáculo, qualquer pessoa poderá comprar o ingresso com o valor de meia entrada até 1h antes do evento.

Super-herois agitam o sábado no Centro Cultural Usiminas
Super-herois agitam o sábado, no Centro Cultural Usiminas

Jorge Ferreira-anuncio

DO BARÃO AOS TITÃS

Duas das maiores bandas brasileiras de rock ‘n’ roll serão homenageadas neste sábado (12), a partir das 20h, no espaço cultural Garajão, no Novo Centro de Ipatinga. O tributo ao Titãs fica por conta do grupo “Titânicos”, enquanto a “Mais uma dose” levará ao palco da casa de shows o melhor do Barão Vermelho. A banda Titânicos surgiu em dezembro de 2011, após um acidente do vocalista Victor Nelson, quando deslocou a traqueia e quebrou o maxilar em três lugares. Já a banda “Mais uma dose” – nome escolhido em referência a um dos principais sucessos do grupo que já teve Cazuza no vocal –, é liderada pelo cantor e compositor fabricianense Renan Scarpati, conhecido na noite do Vale do Aço, onde atua há vários anos como artista solo.

Renan Scarpati assume o microfone da “Mais uma Dose”
Renan Scarpati assume o microfone da “Mais uma Dose”

QUEM CONCORRE AO OSCAR

O longa-metragem “Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert, vai representar o Brasil na disputa pelo Oscar 2016, na categoria de melhor filme em língua estrangeira. O anúncio foi feito hoje pelo Ministério da Cultura. Agora, o filme protagonizado por Regina Casé disputará com produções de outros países para estar entre os cinco finalistas que irão disputar a estatueta. “Que horas ela volta?” foi elogiado pela crítica do “NY Times”, “Le Figaro”, “El Pais” e “Guardian” e recebeu prêmios no Festival de Berlim, na Alemanha, e de Sundance, nos EUA. A última vez que o Brasil teve um filme indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro foi em 1999, com “Central do Brasil”.

A repórter-fotográfica Elvira Nascimento e a empresária Fátima Sales
A repórter-fotográfica Elvira Nascimento e a empresária Fátima Sales

DESCOBERTA NOVA ESPÉCIE HUMANA

Descobertos, na África do Sul, os remanescentes fósseis de um primata que podem ser de uma espécie do gênero humano desconhecida até agora. A criatura foi encontrada em uma câmara mortuária no fundo de um sistema de cavernas a 50 quilômetros a nordeste de Johanesburgo. Os fósseis foram encontrados em uma profunda caverna de difícil acesso, na área arqueológica “Berço da Humanidade”, considerada patrimônio mundial pela Unesco. A espécie, que foi nomeada Naledi, foi classificada no agrupamento ou gênero Homo, ao qual pertencem os humanos modernos. Os cientistas ainda não conseguiram datar o primata descoberto, que poderia ter qualquer coisa entre 100 mil e 4 milhões de anos.

Compartilhe