Bolsistas internacionais finalizam curso no Parque Estadual do Rio Doce

Date:

Atualize-se

Após quase um mês, o Parque Estadual do Rio Doce (Perd) se despede de bolsistas do EDGE of Existence Programme, programa de conservação de espécies ameaçadas mantido pela Sociedade Zoológica de Londres (ZSL). Alunos de sete países da América Latina realizaram estudos e desenvolveram planos para os projetos de conservação de diferentes espécies EDGE, sigla em inglês para “evolutivamente distinta e globalmente ameaçada”. No Perd foi realizada a primeira fase do programa que tem duração de dois anos, chamada de EDGE Tools Course.

O coordenador do ZSL EDGE of Existence Programme, Paul Barnes, destacou que a escolha do parque para abrigar esta edição do curso foi baseada em diferentes fatores e que superou as expectativas. “Primeiro de tudo, a Mata Atlântica é uma importante área para as espécies EDGE. Outro fator é que precisamos de infraestrutura básica para acomodar os estudantes, ambientes onde possa desenvolver o curso, dar aulas teóricas e aulas práticas e as áreas de floresta, além de um ambiente seguro. O Perd providenciou tudo isso e nossas expectativas foram superadas”, pontua o coordenador.

O analista ambiental Gabriel Ávila, que atua no Perd e participou do curso como representante do Instituto Estadual de Florestas – IEF/MG, destaca a relevância da experiência. “O curso é dinâmico, diverso e atual. Prepara os alunos para exercer um papel de destaque na conservação de espécies e ecossistemas. Especificamente na gestão de áreas protegidas, o monitoramento da biodiversidade é uma agenda de importância extrema, e a equipe de instrutores possuem larga experiencia neste tema e certamente isso irá repercutir na gestão do parque”, revela Gabriel.

Para a bolsista mexicana, Ilse Martínez, o curso foi uma oportunidade de obter novos aprendizados e ter contato com conservacionistas que atuam na América Latina. “Acho que o curso foi muito útil porque me ajudou a tornar claro diversos conceitos. Agradeço ao corpo de instrutores do programa. O curso oportuniza estar em contato com outros conservacionistas jovens o que pode ser um ponto de partida para futuras colaborações. Estou bem feliz de ter participado e acho que foi uma excelente experiência”, destaca Ilse.

O coordenador de projetos para América Latina do ZSL EDGE of Existence, Davi Teles, destaca que esta é a primeira vez que o curso é realizado em um país sul-americano e que estar no Perd foi uma experiência incrível. “O processo não podia ser melhor. O contato com a gestão do Parque foi excelente com todos os setores. Todos gostaram bastante e, além disso, a gente estava muito empolgado para fazer parte da comemoração dos 80 anos do Perd”, avalia Davi.

COMO FUNCIONA O CURSO

Segundo Davi, o curso ministrado no Perd é a fase introdutória para projetos de dois anos que visam a conservação de espécies EDGE. “O intuito do programa é fomentar o desenvolvimento de conservacionistas no início de carreira para que eles se tornem líderes locais. A parte fundamental disso é que nesse curso a gente começa a dar as ferramentas básicas para que os estudantes possam pensar no projeto que eles irão desenvolver nos próximos dois anos, criar um plano para esse projeto”, explica o coordenador de projetos.

O coordenador ainda detalha que o curso aborda assuntos variados, desde planejamento de projetos a questões técnicas da biologia e metodologias. “O curso consistiu em quatro semanas, nas qual a gente falou sobre planejamento, manejo de projeto, orçamentos e fontes de financiamento. Depois a gente teve uma parte que é a semana ecológica, onde a gente entrou nos conteúdos técnicos de ecologia, biologia e também estatística. A última semana e meia do curso foi uma semana social, na qual a gente discutiu as técnicas para poder fazer estudos sociais, porque dentro da dentro do programa essa parte possui muita importância”, finaliza Davi.

Patrocinado

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar :

Assinar

spot_imgspot_img

Popular

Relacionados
Relacionados

Fuga de dois presos da penitenciária federal de Mossoró (RN) revela fragilidade das unidades prisionais, diz especialista

É preciso garantir recursos financeiros regularmente para penitenciárias, para...

Em Haia, China defende que palestinos têm direito de usar violência

A China argumentou nesta quinta-feira (22) na Corte Internacional...

Governo lançará programa “Mineração para Energia Limpa”

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira,...