Agência divulga imagem de passaporte brasileiro usado por Kim Jong-un

0
709

Cópia de passaporte brasileiro emitido para o líder norte-coreano Kim Jong-un (Foto: Handout via Reuters)

A agência de notícias Reuters divulga nesta terça-feira (27) a imagem de uma cópia de um passaporte brasileiro que foi emitido para o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. Fontes de segurança da Europa disseram à agência que Kim Jong-un e seu pai, Kim Jong-il, usaram passaportes brasileiros, obtidos de maneira fraudulenta, para pedir vistos para países do Ocidente na década de 1990.

A imagem do documento com a foto de Kim Jong-un mostra que ele foi emitido em 1996 com o nome de Josef Pwag, com nascimento em São Paulo em 1º de fevereiro de 1983. Não se sabe a real data de nascimento de Jong-un, mas estima-se que nesse ano ele tivesse entre 12 e 14 anos.

O passaporte com a foto de Kim Jong-il foi emitido em nome de Ijong Tchoi, com nascimento em 4 de abril de 1940, também em São Paulo. Jong-il, que morreu em 2011, nasceu em 1941. Os dois documentos têm como repartição expedidora a embaixada do Brasil em Praga.

A embaixada da Coreia do Norte no Brasil negou comentar o caso. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil disse à agência que está investigando. A Reuters teve acesso apenas às cópias dos passaportes, por isso não conseguiu discernir se foram adulterados. Não está claro se os vistos foram emitidos.

Kim Jong-Un participa de desfile militar em Pyongyang (Foto: AP Photo/Wong Maye-E)

“Eles usaram passaportes brasileiros, que claramente mostram fotos de Kim Jong-un e Kim Jong-il, para tentar obter vistos de embaixadas estrangeiras”, disse à Reuters uma fonte de segurança do Ocidente em condição de anonimato. “Isso mostra o desejo de viajar e aponta para as tentativas da família de construir uma possível rota de fuga”, acrescenta.

Outras quatro fontes confirmaram que dois passaportes brasileiros com as fotos de Jong-un e Jong-il foram usados para tirar vistos. E disseram que os passaportes podem ter sido usados para viajar ao Brasil, ao Japão e a Hong Kong. As fontes se negaram a comentar como as cópias dos documentos foram obtidas.

Uma fonte brasileira, que também falou sob anonimato, afirmou que os dois passaportes eram documentos legítimos quando foram enviados a consulados com os espaços para preenchimento em branco.

O jornal japonês “Yomiuri Shimbun” reportou em 2011 que Kim Jong-un visitou a Disneylândia em Tóquio em 1991 usando um passaporte brasileiro. Isso teria acontecido antes da emissão do passaporte que aparece na imagem divulgada nesta terça.