Dia de finados ♥️

0
26

Nestas andanças da vida, nestas almas que me tocam e pelas quais sou tocada em meu trabalho percebo que hoje é um dia de honrar nossa ancestralidade – pessoas especiais que partiram antes de nos, retornando para a casa que esperamos ser de paz.
Percebam que morremos todos os dias, desde nosso nascimento. Sentimos a morte do acalanto da barriga materna, fazemos o luto pelo peito que deixamos de receber – a amamentação uma hora acaba.


Crescemos e morremos dia a dia, vivendo dia a dia tbem. Nosso primeiro dia de aula, a primeira noite fora da casa dos pais, o primeiro beijo, a perda da infância, a adolescência que passa rápido e a vida adulta que nos coloca diante de vários processos de morte e morrer.


Morrem sonhos, amores que passam, ingenuidade que fica para trás. Aprendemos a deixar morrer nosso orgulho; para aceitar a negação alheia, para buscar reavivar um amor, para desapegar de outro que passou.


E assim vamos envelhecendo ou adultescendo – como eu gosto de dizer. Adultescer é isso, é morte e morrer, é ter consciência da nossa finitude e por isso mesmo querer viver constantemente melhor – com mais amor, calor, intensidade, reciprocidade. Não há vergonha em querer e ser feliz! 


Para honrar justamente a nossa ancestralidade, aquela que passou antes de nos – um dia, seremos a ancestralidade de nossos filhos e netos.


Viva melhor, seja melhor, viva inteiro, seja presente – para quando seus sucessores invocarem seu nome, eles invoquem a pessoa incrível que vc é!


Seja incrível; vc merece isso, sua ancestralidade tbem!

Beijos meus – Sheila Machado; Coach de Realizações