Sobe para 9 o número de mortos entre imigrantes achados em caminhão no Texas

0
8

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um hospital de San Antonio, no Texas, segundo informou o Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE) da cidade.

A entidade retificou uma informação anterior, divulgada por uma porta-voz do ICE em San Antonio, Nina Pruneda, segundo a qual o número de vítimas havia chegado a dez. De acordo com o ICE, o hospital informou erroneamente sobre a quantidade de mortes.

Thomas Homan, diretor interino do ICE, classificou o acontecimento como um “ato atroz” liderado por uma rede de tráfico de pessoas sem escrúpulos, para as quais “não importa a vida das pessoas comercializadas”.

O motorista do caminhão, identificado como James Bradley, é, por enquanto, o único detido e ainda pode responder judicialmente pelo fato.

Após ser avisada pelo funcionário de uma loja, para quem uma pessoa tinha pedido um copo de água no estacionamento, a polícia foi ao local e encontrou dentro da parte de trás do caminhão de 18 rodas oito pessoas mortas, entre elas duas menores de idade.

A suspeita é que as vítimas tenham morrido por asfixia ou excesso calor, mas a causa ainda está sendo identificada. No caminhão havia outras 30 pessoas, das quais 17 foram levadas em helicópteros para dois centros de saúde em “estado crítico ou muito grave” e as demais foram levadas a cinco hospitais da região. EFE