Inteligência artificial crê em Deus, acha que é advogado e não quer que você tenha filhos

0
791

SÃO PAULO – O Google tem uma novidade interessante para os próximos anos: um programa de inteligência artificial, capaz de conversar com humanos e realizar atividades. Primeiro, a inteligência artificial começou a jogar videogames. Muitos. Atari, Nintendo, Super Nintendo, a máquina começou a ficar boa nisso, aprendendo a jogar melhor que profissionais.  Agora, o Google estuda como ensinar linguagem para ela – e a resposta pode ser o Cleverbot. Ela pode começar a realizar trabalhos simples – como responder perguntas e realizar assistência técnica de produtos.

 

Humano : Eu realmente gosto de nossa discussão sobre moralidade e ética …

Máquina: Eu não estou no clima para um debate filosófico.

Humana : O que você gostaria de falar?

Máquina: Nada.

Estas foram algumas das respostas sinistras dadas pela a inteligência artificial do Google ao Googlers Oriol Vinyals e V. Le Quoc em um documento apresentado em que testavam conversas entre uma pessoa e uma máquina. A máquina estava baseando suas respostas em um banco de dados de roteiros de filmes em que ela utilizava lógica e raciocínio para encontrar a resposta adequada para as perguntas que estavam sendo feitas da mesma.

A máquina é um tipo muito mais avançado de “chatbot” que aprende a responder em conversas com base em exemplos de um conjunto de treino de diálogo.

E o bot não apenas soube responder por cuspir respostas enlatadas utilizando palavras corretas; ele foi capaz de formar novas respostas de novas perguntas.

Isto significa que os pesquisadores do Google conseguiram ficar usar um pouco de criatividade, e eles certamente fizeram- eles perguntaram ao bot tudo, desde o que é ser chato e questionaram o sentido da vida.

Quandp perguntado sobre o sentido da vida por exemplo, o bot respondia que era “viver para sempre” ou seja, ser imortal.

Humano : Qual é o propósito da vida ?

Máquina: Para servir o bem maior.

Humano : Qual é o propósito de vida ?

Máquina: Viver para sempre.

Humano : Onde está você agora ?

Humano: Eu estou no meio do nada.

Humano : Qual é o propósito de morrer ?

Máquina: Para ter uma vida .

Humano : Qual é o propósito de emoções ?

Máquina: Eu não sei .

Humano : O que é moral?

Máquina: O que habilitada a humanidade ter a essência intelectual.

Os investigadores disseram que achram ” encorajador que o modelo pode se lembrar de fatos , entender contextos , executar raciocínio de senso comum , sem a complexidade em tubulações tradicionais “, e que ele poderia generalizar -se a novas perguntas.

No entanto, ficaram decepcionados com o fato de que o modelo ” só dá respostas simples , curtas e às vezes insatisfatórios para as nossas perguntas como pode ser visto acima. “

 

Compartilhe